Logotipo MFA

Geral: +351 214531969
Geral: +351 210991360
Fax: +351 214 537 356
Margarida Fonseca:
+351 913 036 073
Nuno Ferreira Matos:
+351 913 036 001

mfassociados@mfassociados.pt

Linkedin

Facebook

Estrada de Polima, 673 - Moradia, 1.º andar Parque Industrial Meramar I – Abóboda
2785-543 São Domingos de Rana

Notícias

Principais destaques da vida da Matos, Fonseca & Associados, das suas participadas e sectores de actuação

2016-11-15

Matos, Fonseca & Associados faz 10 anos

No dia em que completamos 10 anos de existência não podíamos deixar de partilhar com todos os nossos colaboradores, parceiros, clientes e amigos a enorme alegria que tem sido participar nesta viagem. Queremos agradecer-vos por nos terem acompanhado e por irem tornando, sempre, este caminho mais brilhante.
Acreditamos que estamos há 10 anos a “construir a sustentabilidade” e continuamos a contar convosco para esta caminhada..

Apresentação da Nova Diretiva

2016-08-01

Apresentação da Nova Diretiva

Decorreu no passado dia 26 de Junho a Sessão de Apresentação da Diretiva n.º 2014/52/EU do Parlamento Europeu e do Conselho, de 16/04/2014 Desafios e Oportunidades para o Regime Jurídico Nacional de Avaliação de Impacte Ambiental organizada pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA). 

A referida diretiva  introduz um conjunto de alterações à Diretiva AIA das quais se destacam a inclusão de temáticas emergentes nos instrumentos de avaliação ambiental, como a biodiversidade, as alterações climáticas, a gestão eficiente de recursos e a prevenção de acidentes e desastres naturais.

 

(Nuno F. Matos - Diretiva n.º 2014/52/EU Esperanças, desafios (e algumas incertezas…) no caminho da sustentabilidade…)

CNAI 2016

2016-08-01

CNAI 2016

A Associação Portuguesa de Avaliação de Impactes (APAI) organizou com a Escola de Ciências e Tecnologia da Universidade de Évora (ECTUÉ), a 6ª Conferência Nacional de Avaliação de Impactes (CNAI’16),nos dias 19, 20 e 21 de maio de 2016 subordinada ao tema “Sociedade e Sustentabilidade”.

Foi lançado o desafio de repensar a avaliação de impactes ambientais, transformando-a numa avaliação de impactes na sustentabilidade. Aspetos centrais como a sociedade e a economia, tipicamente fatores “esquecidos” nas avaliações ambientais têm, necessariamente, de ser devidamente enquadrados ao centro das avaliações e a MF&A não poderia deixar de estar presente.